A sagrada galinha

Magelang, Indonésia//

O indonésio Daniel Alamsjah teve uma visão. Deus apareceu-lhe durante o sono e disse-lhe para construir uma casa de oração, de portas abertas a todos e a todas as confissões religiosas – e com a forma de uma pomba. Ao deparar-se com a paisagem que vira no seu sonho num passeio pela floresta, nas cercanias de Magelang (ilha de Java), Daniel decidiu meter mãos à obra. Nem a sua total inexperiência em matéria de construção lhe fez obstáculo.

O dono do terreno vendeu-lho por uma quantia simbólica, as povoações em redor ajudaram-no nos trabalhos e, aos poucos, foi nascendo a bizarra capela Gereja Ayam – que abriu portas no início dos anos 1990 mas acabou por fechar, inacabada, em 2000, quando o fundador esgotou os seus recursos financeiros.

Para maior mágoa de Daniel, ninguém partilhou da sua visão: onde ele vê uma pomba, o resto do mundo vê uma galinha. Contudo, mesmo incompleta e devoluta, continuou a ser destino de romaria, para religiosos, para curiosos e para jovens com motivações pouco católicas.

Após década e meia de abandono, veio a internet. A estranha aparência e a absurda desproporcionalidade do edifício fizeram da igreja-galinha uma curiosidade recorrente – e um bom isco para cliques – em websites como Atlas Obscura, CNN ou Huffington Post. De partilha em partilha, aquilo que era uma curiosidade obscura virou fenómeno de popularidade.

Primeiro apareceram dezenas de visitantes, depois centenas e eis que Daniel deu por si a fazer 2 mil dólares de bilheteira por semana, a 1 dólar de entrada. Esta inesperada injecção de capital permitiu-lhe retomar a construção, fazer um café, abrir um acesso até ao cocuruto panorâmico da galinha. Perdão, pomba. De novo de portas abertas, a casa de oração recebe gente de todo o mundo e de toda a sorte de fé religiosa. Propósito conseguido, portanto. Deus escreve direito por linhas tornas, mesmo online.


Artigo originalmente publicado na edição de dezembro de 2015 da revista Volta ao Mundo e actualizado a 17 de Novembro de 2019
[montagem feita a partir de imagens de Matt Smith disponibilizadas em Flickr]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s