5 hinos nacionais de gelar o sangue

1. Argélia (ouvir)
O poema do nacionalista Moufdi Zakaria lembra a França de que ninguém ouviu as reivindicações argelinas, «cantadas ao ritmo dos canhões», «marteladas à cadência das metralhadoras». E exorta os compatriotas para «escrever com o sangue dos mártires» o apelo da pátria. Poético.

2. Itália (ouvir)
Além de apelar à união nacional e afirmar repetidamente «Estamos prontos a morrer», Il Canto degli Italiani versa particularmente sobre a «Águia da Áustria», que «já perdeu as penas» e «o sangue de Itália e (…) polaco que bebeu, assim como o cossaco, lhe queimou o coração». Boa vizinhança.

3. França (ouvir)
«Conseguem ouvir, (…) o clamor dos soldados ferozes?» Pergunta retórica, seguida de retórica de gelar o sangue: «Eles vêm na nossa direção, para cortar as gargantas dos nossos filhos, das nossas mulheres». O que fazer? «Marchemos! Que o sangue impuro regue os nossos campos.»

4. Vietname (ouvir)
O hino vietnamita é congregador, como qualquer hino deve ser. Fala sobre superar dificuldades, do amor à bandeira, da procura de uma vida melhor, de quebrar grilhões, tudo coisas normais – não fosse a máxima «O caminho da glória é pavimentado pelos corpos dos nossos inimigos».

5. Turquia (ouvir)
Os turcos estão prontos a «fazer do corpo trincheira» e clamam: «Que Deus me tire a vida, todos aqueles que eu amo e as minhas posses (…), mas não me prive da minha única pátria». «Contra os canhões, marchar» é coisa para meninos.


Artigo originalmente publicado na edição de outubro de 2015 da revista Volta ao Mundo


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s